domingo, 31 de janeiro de 2010

OUTRA GOLEADA NA BOCA DO LOBO

PELOTAS 5 X 0 ESPORTIVO
O Pelotas Hoje foi a vez de pintar o 7! O 7 da camisa de Tiago Duarte(foto). Reprisando, o que fez seu companheiro de ataque, na quinta feira contra o Ypiranga, onde Clodoaldo fez 3 dos 4 gols da vitória azul e amarela, agora foi a vez de Tiago Duarte desencantar com mais 3 gols num jogo só. Golaço! O segundo gol foi belíssimo, na assitência de cabeça de Rafael Refatti, para trás, depois do levantamento na área, onde Tiago dominou de costas para o gol, levantou num toque , e fechou o lance de "bicicleta" para as redes de Fernando , goleiro do time de Bento. Tiago Duarte, na partida desse domingo, com 3 gols de sua autoria, entre os 5 feitos no Esportivo, mostra a competência e alternância dos jogadores de ataque. Rafael Refatti(foto), que atuou no lugar de Sandro Sotilli, preservado pela Comissão Técnica, foi extremamente comprometido com a parte tática do setor ofensivo. Não fez gols,mas deu assistências, lutou sem a bola e manteve sempre a preocupação dos zagueiros do Esportivo nele. MELHOR ATAQUE Pelotas tem o melhor ataque do Gauchão 2010, nesse momento, com 14 gols somados. Após mais uma tarde quente, com outra goleada em casa frente ao Esportivo de Bento Golnçalves, o Lobão embala na busca de classificação. Com ótimo saldo de gols feitos, mantém a espectativa de crescimento para a próxima fase da competição. E por que falo em próxima fase, se ainda existem jogos a serem realizados? Porque, pelo fato do time vir ganhando algo importante nas partidas que disputa : confiança. O entrosamento, algo tão discutido as vezes no futebol, deverá melhorar o rendimento , inclusive , físico do time. Falo nesse aspécto, pois é célebre no futebol a frase que "time que corre errado, cansa mais." E isso pode ter dificultado o melhor desempenho das primeiras rodadas nesse Gauchão. O Pelotas, no jogo de hoje, apresentou Maurinho com melhor aproveitamento.Menos desgastado, ao lado de Dick, a partir dos 22 minutos do primeiro tempo, quando Beto Almeida fez a troca pela lesão de Jonas, que substituia Gavião, o time manteve o bom rendimento do lado direto. Alex Dias Dick foi o autor do 4° gol. Mantendo a mesma estratégia utilizada no jogo passado, Alex Dias, que vem se recondicionando fisicamente, teve mais uma vez participação decisiva. Contra o Ypiranga desferiu o chute que teve o desvio de cabeça de Bruno Salvador para as redes. No jogo contra o Esportivo, Alex Dias foi autor do último gol , com uma jogada individual de muita qualidade, tirando em um toque pro lado esquerdo, o goleiro Fernando da jogada e quase entrando com bola e tudo. (foto de J.Éder, colega da RU) CRISE GERAL EM BENTO GONÇALVES O Esportivo Com todos os problemas, que foram externados após o jogo, na coletiva ,pelos seus dirigentes , bem como, pelo próprio técnico ,Paulo Turra, de que a má produção do time foi responsabilizada, em parte, pelo desinteresse de alguns atletas, o time do Esportivo não conseguiu converter em gols as duas boas chances que criou, obrigando o goleiro Jonatas do Pelotas a duas grandes defesas, sendo que a segunda, ainda tocou no travessão, numa falta cobrada por Aldair. Terrão foi destacado no meio campo, pela qualidade de armação e tentativas de levar o time à frente. O " Penha " vai passar na Montanha dos Vinhedos Amanhã já deverão ser rescindidos contratos de alguns atletas, informou a direção anilada.

O Caso Michel - Atacante do Pelotas

Michel-atacante do Pelotas-foto PUBALGIA - problema localizado no púbis, região infra abdominal do tronco no corpo humano. Foi pauta acalorada de um debate na entrevista coletiva do último jogo, entre o técnico Beto Almeida e o repórter Paulo Gastal Neto da RU, sobre a questão de Michel não estar sendo aproveitado no time. Esclarecimento Falei a pouco com o Dr. José Raimundo do E.C.Pelotas. Informou-me o competente médico, que Michel vem sofrendo de um problema de PUBALGIA desde antes do jogo contra o Grêmio, na estréia na Boca do Lobo. É verdade que participou de alguns momentos de jogos.Porém, sabe-se que é uma região anatômica , extremamante, difícil para movimentação de correr, chutar e desenvolver velocidade. Após realizar esforços , tratamento com gelo é realizado para amenizar as sensações doloridas da região. Maiores detalhes em entrevista que já está agenda com o Dr. José Raimundo , aqui no blog.

Pelotas X Esportivo

Estréia no Pelotas o uniforme branco. Hoje, as 17 horas , na Boca do Lobo, o torcedor do Pelotas tem um novo encontro com seu time. É a segunda partida consecutiva, em casa, para que o time de Beto Almeida some mais três pontos na tabela, para entrar de vez na briga pela classificação. De olho no jogo, o sitema tático ainda será pauta do time. Na pré temporada No início dos trabalhos ,visando o Gauchão, uma das formações primeiras foi o 4X5X1. A idéia era de que dois jogadores ,cumprindo as funções de meio campistas, chegassem a frente, não deu muito certo. No jogo contra o Cerro Largo do Uruguai, veio a mudança que melhorou o aspécto tático: Tiago Duarte retornou ao ataque, e Maicon Sapucaia, passou a definir-se como homem de meio de ligação. Veio o 4X4X2 Ainda sem a definição dos nomes do meio campo, pois o jogador Jé, que havia treinado toda a fase de base, deixou o clube. Beto Almeida mudou ,mais uma vez. Na primeira formação o bom jogador Rodrigo Ribeiro cumpriria a função de Jé. Com Gavião e Jardel, parecia que tudo estava definido. Mas não . Rodrigo Ribeiro foi sacado, para a entrada no time de Mauriho. Este, já havia entrado aos poucos em alguns jogos, mas visivelmente, ainda carece de evolução física para esta atividade. No jogo contra o Ypiranga, Maurinho foi posicionado na lateral direita. Com poucas passagens pelo lado, até a linha de fundo, como uma estratégia de preservar o melhor desempenho do atleta, Beto Almeida armou um ataque com 3 atacantes. Dois de velocidade.Um de área(Sotilli). Maicon Sapucaia posicionava-se mais atrás dessa linha, quando o time atacava. Clodoaldo foi o destaque ,fazendo 3 dos 4 gols do Pelotas. Vem aí o Esportivo de Bento Gonçalves. Já mudou de técnico após a primeira rodada do Gauchão. Saiu Celso Freitas, e foi contratado Paulo Turra, ex Novo Hamburgo. O time ocupa a 5ª colocação na chave 1. Somou apenas 3 pontos em 4 jogos. O líder dessa chave é o Inter de Poa com 10 pontos. Sofreu O Pelotas, tem 6 pontos, na 6ª colocação da sua chave-2, como o Grêmio liderando com 13 pontos. É esperado um Pelotas ofensivo, e repito, não apenas em número de atacantes, mas pela dinâmica tática de quantos jogadores chegam ao ataque com a bola. Talvez a dose de Clodoaldo, Tiago e Sotilli se repita, com uma blitz no primeiro tempo. O detalhe ficará por conta do forte calor que estará assolando, mais uma vez a cidade. O rendimento físico poderá ser um grande aliado para definir o placar .

sábado, 30 de janeiro de 2010

São Luiz , mais líder que nunca.

É A MELHOR CAMPANHA ATÉ AGORA NO GAUCHÃO - MELHOR DEFESA, MELHOR ATAQUE Após vencer o time do Porto Alegre, na tarde/ noite desse sábado, por 5 gols, o time do técnico Beto Campos-ex Pelotas(foto), assumiu ,isoladamente, a ponta da tabela da sua chave. Com o artilheiro Eraldo- ex Brasil(foto), fazendo 4 dos 5 gols, assumiu também, a artilharia do Gauchão. Eraldo tem 7 gols feitos até a última rodada. Belo trabaho do técnico Beto Campos, que já havia mostrado competência no Pelotas, quando realizou uma campanha de 17 jogos invíctos, sendo que dez vitórias , foram consecutivas. Pois é...

Hélio Vieira - Quinta derrota do Avenida, pode balançar

AVENIDA EM CRISE!!! Após a quinta derrota consecutiva, desta vez contra o time da ULBRA, em Canoas, as coisas no time alvi verde estão se complicando em relação ao objetivo traçado para a temporada 2010. Conforme as entrevistas concedidas em Pelotas, o técnico Hélio Vieira, declinava que o time foi montado para disputar do meio da tabela para cima. Por coisas da bola, ironicamente, o time do Avenida está lanternando sua chave até agora. Pela RÁDIO GAZETA- via Internet: Acompanhei a transmissão do jogo pela rádio Gazeta de Santa Cruz do Sul, onde após o jogo, a reportagem escutou o técnico Hélio Vieira do Avenida: - "se chegarmos ao consenso que minha saída é o melhor, continuaremos amigos, sem problema algum. Continuarei torcendo pelo Avenida. Tem vezes que a mudança precisar ser feita." Segue o técnico do Avenida - "Quem não tem condição moral pra jogar no Avenida, não vem ou já saiu." As análises do comentárista J.F.Weegue,elogiando muito todo o trabalho do Hélio nos clubes da cidade, interpretou que Hélio Vieira não estaria mais motivado , pelas circunstâncias em que se encontra o time na competição. Círo Quadros poderia ser um nome... Gilmar Iser não teria aceitado um provável convite. Às 22:45h, permaneciam em reunião a comissão técnica e o presidente do clube. Na sequência, a informação colhida junto ao próprio presidente Jair, afirmava que "não muda nada", por enquanto no comando técnico do time do Piriquito. O presidente irá aguardar até o jogo frente ao Pelotas , na quarta feira que vem. Informação direto de Santa Cruz: Jogo contra o Pelotas será as 19 horas , nos Eucalíptos, próxima quarta feira.

Farroupilha estréia com vitória

Farroupilha 2 x 1 Guarani-BG Na abertura da Segunda Divisão para o futebol pelotense, o time tricolor do Fragata , estreiou em casa, contra o Guarani de Bagé, numa tarde escaldante, devido ao forte calor , que assolou a cidade. Mas mesmo assim, foi competente para estabelecer um resultado importante de vitória na arrancada, com o placar de 2x1. Técnico do Farroupilha ,Tadeu Xavier, desabafa: "...crianças perseguidas..." Além de explicar as situações normais da vitória do seu time, na partida, foi muito claro em chamar a atenção das autoridades de segurança e municipal(qualidade ambiental) sobre fatos graves que acontecem na Avenida Duque de Caxias, à noite. Sem falar no som dos carros , além do limite permitido, tanto no horário de respeitar o silêncio, quanto no volume exagerado de som, salientou sobre fatos como "crianças que são perseguidas" ..."nunca vi isso nem na Farrapos, em Porto Alegre..", à noite, na frente do seu local de moradia. Opinião ATENÇÃO !!! Que as autoridades responsáveis tomem posição sobre os fatos relatados em toda a imprensa pelotense.Rádios e TVs, registraram o desabafo sensibilizado do técnico do Tricolor. Um local que sempre foi destacado para o lazer das famílias, parece demonstrar, algo muito mais perigoso , do que só volume sonoros...

Ficha técnica-fonte Futebol Daqui

Campeonato Gaúcho da Segunda Divisão 2010 – primeira rodada Estádio Nicolau Fico, em Pelotas Data: 30/01/2010 Árbitro: Gilmar Nunes dos Santos; Auxiliares: Solano de Oliveira e Marcio Castelli. Cartões amarelos: Willian Gaúcho (Farroupilha); Geovani e Leandro Magrão (Guarany);

Cartão vermelho: Marcelo Xaxá (Guarany) Gols: Jonas e Lu (Farroupilha); Bicudo (Guarany)

Farroupilha: Pitol; Cristiano Ijuí, Claiton (Willian Gaúcho), Nei e Cesar Freitas (Marcos); Jonas, Willian Peter, Edson (Lu) e Da Silva; Jarbas e Kiki. Técnico: Tadeu Xavier

Guarany-Ba: Rafael Carvalho; Ilson, Bicudo e Leandro Magrão; Marcelo Castro (Vando), Tiago Coelho, Marcelo Xaxá, Elton Corrêa (Alex) e Bruno (Jimmy); Geovani e Eduardo Lence. Técnico: Osvaldo Rolim

André Müller- site www.futeboldaqui.com.br

LOBÃO - VITÓRIA da IMPOSIÇÃO

O Jogo

O Pelotas venceu ao Ypiranga de Erechim por 4x1, na Boca do Lobo, na quinta feira 19 horas.

Depois da má apresentação contra o Novo Hamburgo na derrota por 1x0, ao começar a quarta rodada do Gauchão, o time ocupava a última colocação da tabela de classificação, dentro da sua chave. A vitória passava a ser uma obrigação maior ainda. Remover a imagem da última apresentação , e retomar a confiança da equipe, também seria fundamental.

Sistemática do time

Com um sistema mais ofensivo, devido as variações táticas colocadas , e não apenas pelo número de atacantes em campo , o técnico Beto Almeida, fortaleceu o setor de ataque, com a chegada de Tiago Duarte, Clodoaldo , Sandro Sotilli , e mais atrás, Maicon Sapucaia, que aproveitava bem o rebote ofensivo. Assim o Pelotas tomou conta das ações do começo de jogo, dificultando muito o time do Ypiranga , que ficou pressionado, sem sair de trás armando jogadas. A abertura de placar com o atacante Clodoaldo, foi aos 12 minutos do primeiro tempo. Era uma questão de tempo para mexer no escore, devido a forte pressão exercida pelo Lobão, desde a saída de bola.

Ainda, no primeiro tempo, o segundo gol surgiu aos 26 minutos, outra vez com Clodoaldo. O Ypiranga só conseguiu chegar mostrando algum perigo aos 40 minutos , numa jogada pela direita e chute de Sharlei, mas saiu cruzado pela linha de fundo.

Expectativa do Segundo Tempo

Esse era o momento da verdade.

Seria o Pelotas capaz de manter todo o bom aproveitamento e rendimento coletivo do primeiro tempo? Baseado nos retrospectos contra o Grêmio e o Novo Hamburgo, saber se o time cairia de rendimento, era o aguardado.

O time de Casemiro Mior voltou ,tentando reação no segundo tempo. E logo aos 2 minutos criou uma oportunidade, que resultou em escanteio. Mas aos 4 minutos, novamente ,Clodoaldo, mataria o jogo com o terceiro gol para o Pelotas

A partir daí, acreditava-se que o time de Erechim, deixaria o ritmo abater sua proposta de reagir. Mas não foi assim. Logo aos 10 minutos, um chute de fora da área tocou na mão de um defensor do Pelotas, e Francisco Neto, árbitro, marcou pênalti , discutido, contra o Pelotas. Michel cobrou , e a bola bateu no travessão. Era disperdiçada a oportunidade de diminuir a diferença.

Aos 14 minutos , Gavião deu lugar à Jonas , como volante. E logo em seguida , aos 15, nas tentativas ofensivas do Ypiranga, Guto descontou para 3x1.

Casemiro mudou no lado esquerdo, retirando Marcelo Muller e colocando o bom jogador Fábio, que apresentou constantes chegadas pelo setor direito de defesa áureo cerúlea. Durante alguns momentos da segunda etapa , o time do Ypiranga, dominou o setor de meio campo, com o Pelotas tentando administrar o placar , já ampliando a seu favor. Passados 28 minutos, Beto Almeida manda a campo Dick, como lateral direito do Pelotas. Retirou um atacante, Sotilli. Adiantou Maurinho, que estava ,visivelmente, preservado das investidas constantes pelo lado do campo, na função primeira.

Maurinho repetiu o posicionamento de meio campo, como em Novo Hamburgo,mas com menos desgaste , do que no jogo do Estádio do Vale.

Faltando 15 minutos para terminar a partida, estreou no Lobão o atacante Alex Dias, recém contratado pelo Pelotas. Ainda com discreta movimentação , pelo tempo em que esteve parado(2 meses), conseguiu um chute certeiro no gol do Ypiranga, mas que teve o desvio no cabeceio do zagueiro do Pelotas, Bruno Salvador, para as redes, encerrando o placar, e praticamente o jogo, que se estendeu até 48 minutos , mas com a definição numérica do escore em Pelotas 4 X 1 Ypiranga de Erechim.

Fala, o técnico Beto Almeida

Time Novo

Alegou que o time ainda é “novo”, pelo pouco tempo, em que alguns atletas chegaram no clube, como Alex Dias, há 4 dias na Boca do Lobo. Portanto, fica claro , que aindafalta de um melhor entrosamento no time.

Determinação

Elogiou a determinação da equipe na aplicação tática, e atitude de jogo.

Time mais Equilibrado

Ressaltou o desempenho mais equilibrado , tanto defensivo ,quanto ofensivamente. Acrescentou que a identidade do time foi mostrada no jogo contra o Ypiranga.

Clodoaldo

Também , elogiou as qualidades do atacante Clodoaldo, o qual já havia sido seu atleta , com características de velocidade e boa finalização.

Já havia citado, em colunas anteriores, sobre esse atleta, quando, ainda, alguns tinham pouca lembrança de sua passagem pelo Xavante .

Cansaço

Beto Almeida , explicou ainda, que em Novo Hamburgo , haviam 3 atletas sentindo forte cansaço no vestiário, durante o intervalo da partida. Entre eles, Maurinho e Tiago Prado. Aliás, sobre o lateral Maurinho, o qual eu me posicionei no jogo anterior, como um dos atletas que apresentavam baixo ritmo físico, e conseqüente baixa desenvoltura técnica, isso acabou sendo confirmado pelo próprio técnico.

No jogo da Boca do Lobo, foram poucas as chegadas na lateral até a linha de fundo. Mais precisamente, 3 vezes, em cruzamentos. Sua função foi mais facilitada, pois na condição de lateral, taticamente, foi incumbido de marcar mais , apoiando menos, ou como se diz no futebol: “ indo na boa.”

Opinião

Bela vitória do Lobão, que agora irá enfrentar ,novamente em casa, no domingo, 17 horas, o time do Esportivo de Bento Gonçalves.

Uma nova vitória, fará com que o time áureo cerúleo, retome a briga pela parte de cima da tabela, rumo à classificação.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

BALANÇO GERAL

BRASIL X JUSTIÇA DO TRABALHO EM ATRASO Permanece em atraso, desde outubro de 2009, parcelas do pagamento da dívida trabalhista. Conforme o acordo firmado desde agosto de 2004, entre o clube e seus credores, o Brasil assumiu que depositaria, mensalmente, as cotas referentes ao cumprimento desse acordo. O fato é de que, ao longo desses anos, o pagamento foi sendo realizado em sua grande parte, porém, não da forma acordada. Os atrasos constantes nas mensalidades, fizeram com que fosse aumentado, e esticando, o prazo para liquidação total da dívida , devido aos juros que incidem sobre os valores primários. E são juros que fazem com que esses pagamentos fiquem mais pesados. Uma informação que recebi, do setor jurídico de uma parte credora, é de que o clube pretende solicitar um levantamento de tudo o que já foi depositado até esse ano de 2009. O Brasil havia prometido o pagamento de mais quatro (04) parcelas, que ainda estavam pendentes até dezembro do ano passado. Houve greve da CAIXA e dos cartórios das Varas do Trabalho. O clube realizou alguns depósitos judiciais, inclusive, via Banco do Brasil. Mas apenas duas (02) das quatros prometidas , e divulgadas, foram pagas até o momento. Uma nova informação revela de que , para este ano de 2010, já existem mais cinco (05) parcelas a serem pagas. É aguardada, pelos credores, uma manifestação oficial do clube sobre o pôr que do atraso, e qual será a previsão dos pagamentos pendentes. Banrisul na Série c do Brasileiro ? Conforme uma informação , que recebi ontem à noite, soube que o Banco do Estado Gaúcho, irá estender seus patrocínios aos clubes de Caxias do Sul, também, para a Série C do Campeonato Brasileiro. O apoio dado no Gauchão , faz parte de um pacote , em que todos os clubes da competição da série A, estarão recebendo verbas, proporcionalmente, aos seus respectivos aportes. Fica em aberto, o apoio ao time, endividado no CNPJ, da ULBRA, que não apresenta em seu uniforme, nenhum nome de patrocinador do Campeonato Gaúcho. Mas tem um papai Noel Francês investindo ... O Banrisul já manifestou, que irá ampliar seu apoio para a dupla CAJU, no segundo semestre. Com certeza, quero, crer , que o Brasil terá sua participação financeira assegurada pela mesma instituição financeira. Afinal, em relação ao campeonato nacional, o Xavante está no mesmo patamar dos dois clubes serranos. Pois, senão, onde estaria baseado o critério de só apoiar aos que tem mais? Vamos aguardar. Momento de reflexão O futebol é um evento que mexe muito com ambições, emoções, entre outros sentimentos, para quem dele se abastece. Nossos clubes trabalham, sempre, com o objetivo de apresentar o melhor de seus resultados. Às vezes, os caminhos trilhados, não são os melhores ou os mais auspiciosos possíveis para tal. Porém, não se pode, simplesmente, apontar o dedo, a “metralhadora giratória”, e abrir fogo contra tudo e contra todos. Não entendo que dessa forma, cresceremos por aqui. Acredito que tudo faça parte de nosso aprendizado em conviver com sucessos e insucessos. Cabe aos que opinam, trabalharem, sempre, com sua posição ética e clara, mesmo que desagrade algum dirigente , o qual possa se sentir atingido. Aos mesmos, deverão ter a condição de manifestarem, sempre que se sentirem desagradados, o espaço garantido para seus esclarecimentos, mas ao mesmo tempo, sem “sensibilidades” exageradas, contra quem opinou. É a velha máxima de “estar na vitrine”. Exemplos No Brasil, recentemente, uma situação de desagrado entre a direção do clube e do Movimento C.R.E.S.C.E. Xavante, resultou em reuniões entre as direções, para pontuarem os pingos nos is. Feito isso, parece que a continuidade da obra da drenagem do gramado, será apenas uma questão de tempo (25 dias) para que o time possa voltar a jogar em casa. No mais, entendo que, será apenas dar “pano (demais) para mangas.” No Pelotas , não foi diferente. Com alguns resultados negativos nos jogos, deixando um tanto insatisfeitos, grande parte da torcida áureo cerúlea, a imprensa, também, vem realizando suas análises, que por hora, acredito , não agradem aos dirigentes e profissionais do Lobão. Mas, vale o mesmo tipo de comparação sobre ser “pedra e vidraça.” Quem sabe , quando os melhores resultados aparecerem em campo, tudo arrefeça na Boca do Lobo.

sábado, 23 de janeiro de 2010

Pelotas : Sem " Força " Ofensiva e Física

A derrota frente ao Novo Hamburgo, nesse sábado, por 1x0 no Estádio do Vale, seria normal , em relação a qualidade do adversário, desde que o rendimento do time não fosse tão abaixo do esperado. Um time que não conseguiu contra atacar com velocidade nas investidas do time anilado, e nem coordenar jogadas de armação no setor de meio campo, preocupa.
Pelotas X Juventude
Contra o Juventude, notei e registrei , durante a jornada esportiva pela Rádio Universidade, de que lá em Caxias, o time só não sofreu mais gols no segundo tempo, porque o time da Papada errou muito. E foi o que também aconteceu no jogo contra o Novo Hamburgo. Os atacantes do time do calçado erraram várias chegadas na defesa do Pelotas. Tivessem melhor pontaria, o áureo cerúleo poderia ter sofrido uma goleada no segundo tempo da partida.
JONATAS
O goleiro do Pelotas. Apresentação destacadíssima na noite de sábado. Por 05 vezes evitou conclusões certeiras do ataque do Novo Hamburgo, garantindo um resultado menos desfavorável do que apenas o 1x0.
Força Física
Não registro ,aqui, de que o time não possua Preparo Físico. O que quero salientar é de que algo falhou na desenvoltura física do time contra o NH. As justificativas de que a "viagem" teria prejudicado o desempenho, não me convenceram. Sei que as vezes é um fator a ser somado, quando são realizadas no mesmo dia, e com distâncias longas. Mas na Serra e no Vale, por onde já vivenciei exatamente, essa experiência, não ,me permito concordar que a dificuldade de rendimento seja essa.
RODRIGO RIBEIRO - Só entrou aos 30 minutos do segundo tempo.
Beto Almeida: ..."entrou , pois formou o meio campo mais acostumado a jogar na fase de preparação."
Ora ,meu amigo, Beto. Se essa foi uma das razões, pergunto: porque só aos 30 ?
A OUTRA JUSTIFICATIVA SERIA PELO FATO DE NÃO ESTAR COMPROMENTENDO-SE COM A MARCAÇÃO NOS JOGOS ANTERIORES. MAS , ACOMPANHEI NA FASE DE PREPARAÇÃO, QUE ESSA, ERA , EXATAMENTE, UMA DAS VIRTUDES DO ATLETA.
COBRE-SE DELE, ESSA ATITUDE !!! MAS NÃO PUNA-SE O TIME, SEM ELE.
Repercussão
É cedo para "terra arrazada." O Pelotas perdeu um jogo dentro da normalidade , pelo tipo de adversário, mas não correspondeu com a qualidade que foi investida no Lobão.
Galáticos Da Avenida
Esse título , também, pode ser dado ao Pelotas. Investiu pesado em alguns nomes consagrados do futebol. Por isso, mais uma razão para justificar que o rendimento deveria ter sido um pouco melhor do que foi apresentado em campo , principalmente, no segundo tempo do jogo.
ALEX DIAS
O presidente do Pelotas, Luiz Aleixo, anunciou após o jogo em Novo Hamburgo a nova "bala" do Lobão. Trata-se de Alex Dias com expressiva passagem por grandes clubes do futebol brasileiro e europeu.
Góiás-Saint-Etienne/França - Paris Saint Germain/França - Cruzeiro/MG - Vasco da Gama - São Paulo/SP - Fluminense/RJ - entre outros.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Vistoria na Boca do Lobo

VISTORIA NA ARQUIBANCADA DA DR. AMARANTE Nesta tarde, a comissão de vistoria da Brigada Militar esteve no estádio da Boca do Lobo para dar encaminhamento na vistoria relativa a nova arquibancada do setor norte, referente a rua Dr.Amarante. Após cerca de 45 minutos de avaliações , leitura dos laudos apresentados pelo engenheiro do clube, foram destacadas que algumas situações ainda precisam ser adequadas, em relação ao que não está pronto. Exemplo: A tela de proteção referente ao parapeito(foto) sobre a saída da arquibancada; proteção nas muretas laterais , e mureta superior da arquibancada; fechamento com totalidade da tela que separa a passarela do gramado. Amanhã, sexta feira dia 15/01, uma nova vistoria estará sendo feita para definir se tudo o que foi apresentado no laudo do clube, correspoderá com aquilo que estiver realmente, pronto. Para esclarer: no laudo, consta todo o projeto como concluído. No local, ainda faltam etapas do mesmo laudo, a serem concluídas. No momento em que o laudo, escrito, convergir com as obras concluídas na prática, conforme descritas, a arquibancada estará liberada. Em 24horas, tudo terá que ser efetuado. Opinião Entendo , que havendo um mutirão , inclusive no horário noturno, e durante o dia dessa sexta, poderá ser liberada. Tanto pelo Capitão Barcellos(áesquerda foto) como do Tenente Gilberto, estão sendo ,profundamente, corretos na condução daquilo que deponha em favor da segurança . Notei boa vontade do comando da vistoria com o clube. Porém, acredito nada será aprovado se , por algum detalhe, decorra de mínimo risco para o público. Em português bem claro: "nas coxas, não sai!" MATÉRIA E FOTOS : BETO VETROMILLE

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

E.C.Pelotas empata no último jogo preparatório

PELOTAS 2 X 2 CERRO LARGO
OPINIÃO
Continuo confiando no trabalho do time do Pelotas. Não me pauto apenas por resultados em período de preparação nos amistosos. Sei que muitos torcedores, ontem, vaiaram o time na saída do jogo. Penso que foi muito mais pelo penalti desperdiçado pelo Michel, do que propriamente, pelo contexto do jogo.
Sim! O time não rendeu bem no primeiro tempo. Mas melhorou no segundo período da partida.
Alguém lembrou que o Cerro Largo trocou todo o time.
Ótimo! O Pelotas pegou uma equipe toda descansada ,fisicamente, e soube se impor. Estava perdendo por 1x0 no primeiro tempo, e na segunda etapa , chegou a virar o jogo para 2x1, e ainda criou mais oportunidades de ampliar, com um chute forte de fora da área de Jardel, outro do Maicon Sapucaia que desviou no travessão, além de perder um penalti no final do jogo, com Michel. O Cerro empatou numa outra jogada, em velocidade, individual do atacante uruguaio, e mais uma vez com a defesa mau posicionada.
Velocidade
Essa será uma das soluções ,que poderão melhorar o desempanho coletivo do time do Pelotas. Toca a bola com qualidade, mas ainda não imprime o rítmo mais intenso nos contra ataques, e nas jogadas finalizadoras. O tempo, poderá ajudar a evolução física.
Questão de ponto de vista
É claro que torcedor mais apaixonado só se interessa pela vitória.Mas quem avalia futebol, em segmento opinativo, precisa deixar isso de lado. Portanto, minha opinião é de que o time tem alguns problemas para corrigir.
Defesa
Não me refiro apenas aos dois zagueiros,mas do sistema como um todo.
A qualidade dos volantes do time, para marcar e jogar, é uma coisa. Mas ainda falta melhor velocidade de compactação, quando o time perde a bola , ou é contra atacado.
Querem ver?
Visualizem todos os gols sofridos pelo Pelotas nos amistosos. Todos, pegaram a defesa aberta e sem melhor posicionamento.
Não me assuto com isso, desde que o Beto Almeida possa corrigir.
Posicionamento tático é questão de treino.
A saída do Jé.
Até agora não ficou bem clara a maneira exposta sobre a saída do atleta. Sei que tudo foi preservado antes do jogo. Conheço bastidor de futebol. Não se falaria , num jogo desses, num fato que desviaria toda a atenção do principal momento dentro do campo. Mas será que o atleta, que tem a confiança do Bopp e do Beto, e foi trazido pra cá , além de sua qualidade, porque confiavam nele, deixaria o técnico na mão , apenas por "não estar adaptado?"
Para mim, não é apenas saudade da família, e etc. O Jé já jogou no Brasil, conhece bem a cidade, sabe o que é pressão, teve origem em grande clube - o Grêmio- e não seria por isso que deixaria de jogar no Pelotas.
Tem "caroço nesse angú!"
Depois eu descubro e relato.
Boa Sorte
É o que desejo ao Beto Almeida, que precisará acertar esse espaço deixado no time ,após toda a fase de preparação, e ao Jé , que é pai de família, tem seus méritos, mas não tenha sabido resolver de outra forma o problema. São amigos do futebol que tenho, e não merecem maiores dessabores.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

PRÉ TEMPORADA - Entenda um pouco mais

O começo do ano no futebol brasileiro: aspectos da pré-temporada dos clubes

Durante as próximas semanas, os principais clubes de futebol do Brasil , realizam a chamada pré-temporada. Nesse período, o alvo é apresentar o planejamento estratégico do clube e o plano de ação dos profissionais envolvidos em todas as áreas do departamento de futebol, com as realidades e recursos, no desenvolvimento de uma performance para alto rendimento.

A condução dessa trajetória é efetuada a partir de uma análise da metodologia aplicada em anos anteriores, com uma convergência de conhecimentos científicos e empíricos na busca de uma excelência em termos de resultado.

Após a definição da meta e filosofia da agremiação para a temporada, forma-se, então, a equipe de profissionais que executarão o trabalho - comissão técnica e grupo de apoio. Em seguida, vem a etapa de diagnóstico, que tem como foco central a produção de informações multidisciplinares.

Com o suporte da Bioestatística e da Informática, tais informações serão analisadas e o processo de transferência de métodos permitirá a interação entre cada disciplina no desenvolvimento de um plano de ação.

O staff técnico buscará em algumas disciplinas, como Medicina (Ortopedia e Clínica), Fisioterapia e Odontologia, Nutrição, Biomecânica, Fisiologia do Exercício, Serviço Social, Psicologia, Preparação Física e na assistência técnica a organização da logística da pré-temporada. Em uma terceira fase, a análise dos dados, com o processamento de informações e análise interdisciplinar, entra em cena, precedendo o desenvolvimento do plano de ação a partir da criação multifatorial e coletiva visando a excelência para a condição de jogo.

Reduzida a aproximadamente 15 dias, a pré-temporada promove debates em relação à estratégia mais eficaz para se colocar em um patamar ideal os atletas: realizar-se treinamentos à exaustão ou conceder ao grupo períodos abruptos de relaxamento para uma melhor absorção dos treinamentos? Jogadores que forçam , demasiadamente, sua preparação acabam por apresentar uma queda no seu rendimento, ao contrário do que se espera. Já os que interrompem os treinamentos, apresentam alguma perda no desempenho, com a contrapartida de poderem se recuperar com mais rapidez.

Nem sempre a intensidade do treinamento provoca a maximização da performance. O excesso de treinamento , pode acarretar diversos tipos de problemas, como a síndrome de supertreinamento, com a depleção de glicogênio muscular.

Observações

Muitos treinadores reclamam que o tempo para a preparação de uma equipe é curto , e que por isso , alguns times demoram a engrenar. E dizem que a pré-temporada serve para trabalhar a parte física do atleta , e na maioria das vezes, sem bola. Mas qual é a real eficácia disso?

Afinal, o futebol não se joga com bola?

Qual a relevância de se treinar sem a mesma?

Num jogo de futebol você tem que correr com e sem a bola, porém em função dela, além de desviar dos adversários e não se colocar no mesmo lugar que o seu companheiro. Porque então os treinos são quebrados e tem os seus aspectos físicos, táticos, técnicos e psicológicos treinados separadamente? No jogo esses fatores ocorrem num mesmo instante. No treino o atleta corre em linha reta de um cone a outro, mas e no jogo? A maior incidência é ele correr e ao mesmo tempo ter que fugir da marcação, calcular e raciocinar a direção e velocidade da bola.

Vemos alguns jogadores que correm e passam da bola, ou que chegam nela, mas não conseguem dominá-la. Alguns treinadores dizem que isso é ritmo de jogo e que se obtém o ritmo jogando. Mas se o treino chegasse próximo ao jogo e integrasse as suas variáveis certamente o período da pré-temporada seria mais eficaz e o atleta já chegaria ao jogo com o ritmo dito pelos treinadores.

E a parte física? Essa se dá na intensidade de execução da tarefa e dos exercícios. É um trabalho integrado. Muitos atletas correm, correm e correm durante uma partida, mas não fazem nada de relevante no jogo . Outros , que não encostaram na bola na partida inteira ,acabam decidindo o prélio num único passe.

O processo de treinamento tem as suas partes, mas deve ser sempre visto como um todo e cada fragmento têm que estar intimamente ligado a outro. Num cruzamento não é necessário ser forte e alto para disputar a bola com o zagueiro, mas sim chegar antes dele.

Matéria enviada por um leitor, que pediu para não ser identificado.

Mas óbvio , que sei de quem se trata, e desde já , agradeço.

E.C.Pelotas : Outro Cerro - O Largo do Uruguai

PELOTAS x CERRO LARGO -
Hoje, na Boca do Lobo, 20:30h , o áureo cerúleo enfrentará mais um adversário sul americano: Cerro Largo do Uruguai, time da primeira divisão de lá. Conforme já escrevi na coluna do Futebol Daqui, conversando com o Sandro o Sotilli , ele me dizia que Rafael Refatti, novo atacante do Pelotas , com larga experiência no futebol daquele país, dissera que esse time bate mais que o Cerro Porteño. Eu espero assistir , e comentar , pela Rádio Universidade -0 1160 AM , apenas futebol disputado. Mas sem violência gratuita. Quando digo isso, me refiro ao jogo duro, sim, mas sem "carrinho" sem bola , como aconteceu no amistoso passado. Cabe lembrar, que o Pelotas está há alguns dias da grande estréia contra o Grêmio Football Portoalegrense,(17/01/2010) e nada seria pior do que perder algum atleta por jogada desleal do adversário. Entendo que é uma fase, onde o principal objetivo é apenas evoluir e acertar o time. A condição física vem à galope, juntamente, com o famoso entrosamento.

Sistema de jogo

Coerentemente, o técnico do Pelotas, Beto Almeida, repetirá a formação do jogo anterior. Nada impediria, que ele alterasse para outra formatação. O time , na sua visão pode render melhor na atual conjunção do 1X4X5X1 , podendo variar para 4x3x3 - 3x4x3, e assim por diante.

Opinião

Estou confiante ! Observo, que o técnico Beto Almeida está muito seguro daquilo que pretende com o time em campo. Tanto pelos nomes escalados, quanto pelo atual sistema tático. Acompanhei todos os jogos/treinos , e esses amistosos , realizados nessa primeira etapa de trabalho , e já me referi ao Pelotas como um time com versatilidade , principalmente , nos atletas que formam o meio de campo da equipe. Portanto, o que eu espero é, realmente, ver o time ajustar melhor sua alteração nas posições durante o jogo, e evoluindo, também , a parte física, acredito que o Pelotas terá melhores variações de jogo, podendo surpreender , além de vencer alguns dos embates dentro de cada partida do Gauchão.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

G.E.Brasil - AMBIÇÃO !

Presidente Helder Lopes, diz : - " Xavante será a terceira força do estado!" Foi com essa frase , que o presidente do G.E.Brasil manifestou sua confiança no trabalho realizado dentro do Bento Freitas, para o ano de 2010. Essa manifestação foi veiculada em Porto Alegre, através de entrevistas concedidas à Rádio Guaíba e Rádio Gaúcha. A confiança do dirigente, tem como um dos elementos de base, o fato de que a dupla CAJU , não estaria tão à frente de ser ultrapassada dentro do campo. Exemplo: nas duas últimas edições da Série C do Brasileiro, o presidente reforçou a idéia de que o Brasil chega sempre à frente do time Grená da Serra. Já ,com o Juventude, esse sim, com melhor capacidaade de investir no futebol, deixou desarrumar a "casa", a ponto de perder um tanto , o rumo de progresso e conquistas dentro do campo, como fazia em anos anteriores. Rebaixou do Campeonato Brasileiro Série A, para a B. Esse ano de 2010, irá enfrentar o Xavante , no terceiro nível da competição. Claro, que em nenhum momento, o assunto teve tom arrogante, ou de desprezo aos adversários . Mas a idéia é reforçar o crédito aportado no projeto e reoganização , que o Brasil vem atingindo e desenvolvendo nos últimos tempos. Sem falar de dificuldades, o clube já vem provando que superou muitas situações opostas , e que por um detalhe , quase subiu de divisão nacional. Está trilhando o caminho de crescmento. Vem "dando na trave". Mas , ainda vai entrar.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

TESTE FORTE PARA O PELOTAS - Parte 1

Paralizações. Invasões. Expulsões.
O resumo da noite de hoje, na Boca do Lobo: Um time treinava para evoluir sua organização para competição estadual. O outro, disputou um jogo , treinando para uma copa sul americana. Expulsões, muitos cartões amarelos, jogadas violentas e até pontos na cabeça, marcaram boa parte do jogo da noite de hoje, entre Pelotas 0 X 1 Cerro Porteño. A cara do "amistoso" O E.C. Pelotas realizou , nessa noite, um teste chamado "forte" , dentro das pretensões de evoluir seus treinamentos, para possibilitar à equipe , um ajuste e adaptação maior para o Gaúchão a partir do dia 17/01. O Cerro Porteño, bateu, deu carrinho violento, e até jogou em alguns momentos da partida. A foto ao lado, com o atacante áureo cerúleo-Sandro Sotilli - sendo atendido , pelo DM do Pelotas, depois de ser atingido , deslealmente, por um cotovelaço na cabeça, levando dois pontos para fechar o corte, demostra o "espírito" do time paraguaio na disputa do jogo amistoso. A seguir , amplos detalhes do jogo. Parte -2 O primeiro tempo o time do Pelotas demosntrou um rítmo de ocupar mais o setor de meio campo, e planejava abastecer o ataque com a aproximação de dois jogadores pelo setor intermediário -Maicon Sapucaia e Rodrigo Ribeiro. A saída de trás dos volantes - Jé e Jardel, seria uma das duas variações de ocupar e adiantar melhor o time para cima do Cerro Porteño. No contexto geral do jogo, entendo que o time teve essa proposta.Porém, ficou abaixo daquilo que poderia apresentar. Faltou melhorar a criação, entre o meio campo e ataque. Outro dia ainda lembrei disso : o Pelotas poderia ter um meia com características para essa função. Não quer dizer que mesmo assim, o time não evolua e consiga desenvolver melhores resultados dentro do Gauchão. Mas que ajudaria... ajudaria. Entrosamento e ajustes Esses dois elementos, são importantes para que se possa exigir um rendimento maior da equipe. Visivelmente, o Pelotas ainda está melhorando esses fundamentos. Tentativa de tocar a bola e armar com qualidade as jogadas, foram observadas. . Virilidade ou voracidade? Por tratar-se de um jogo amistoso, entendo que a mentalização do time do Lobão , foi a naturalmente , concebida : - a de tentar jogar futebol. Acredito que na palestra do técnico Beto Almeida, a idéia central era trabalhar , coletivamente, sem o espírito ferrenho de uma disputa acalorada , como acontece em fases finais de competições. O Cerro O Cerro Porteño, demonstrou ter vindo "disputar" um jogo amistoso. E porque dou tanto enfoque ao detalhe anterior? Porque isso muda totalmente o ambiente de uma partida de preparação, em fase pre´competição. As jogadas duras obrigaram a arbitragem paralizar várias vezes o jogo, aplicando a disciplina mais dura. Poucas variações e mudanças no time do Pelotas.Era , e foi realizado, um treinamento pelo técnico do Pelotas, mexendo pouco no time para melhorar o entrosamento, daquele que talvez seja o time da estréia. Alô, Rio Grande...Alô S.C. São Paulo. Preparem-se para o confronto de preparação. O Cerro , bate... O Pelotas formou : 1X4X5X1 Variou - 1X3X4X3 Jonatas, Dick, Jonas , Bruno Salvador e Diego Gavião, Jardel, Jé , Maicon Sapucaia e Rodrigo Ribeiro e Sandro Sotilli Turuçú, Tiago Duarte e Rafael Reffatti , entraram no segundo tempo. Matéria e edição de fotos : Beto Vetromille

Últimos Acessos nas 24h

Presidente Novelletto FGF

Presidente Novelletto FGF

Paulo Paixão

Paulo Paixão

Dr. José Raymundo

Dr. José Raymundo

Árbritro Jean Pierre Lima

Árbritro Jean Pierre Lima

Técnicos Cuca e Edson Gaúcho

Técnicos Cuca e Edson Gaúcho

Técnico Dunga

Técnico Dunga

Juan - zagueiro

Juan - zagueiro