EC PELOTAS - DO ACESSO AO CENÁRIO NACIONAL

Resultado de imagem para acesso do ec pelotas 2018
Atacante Giovane Gomes de grande participação no Acesso em 2018
O Lobão planejou um trabalho de dentro para fora de campo, desde 2017, quando participou da Copa Paulo Sant'Anna 2017, com o objetivo de formatar uma base para a disputa da Divisão de Acesso de 2018.

Apesar de muitas trocas no grupo, e na Comissão Técnica, o resultado foi ótimo, com o acesso conquistado, mas somado ao título de campeão desta competição.

A motivação tomou conta do torcedor e da própria direção Áureo-Cerúlea, que manteve a renovação da maior parte do grupo para a disputa da Copa FGF Wianey Carlet, na sequência deste ano.

No horizonte do clube , uma das competições do cenário nacional, as quais são oferecidas duas vagas para o campeão e vice desta etapa - ou vaga de Brasileiro Série D , ou na Copa do Brasil, em 2019. 

Alías, esta última tem sido uma das maiores motivações de diversos clubes brasileiros, pois com suas cotas financeiras bastante valorizadas, a participação e avanços de fases poderão render muito dinheiro aos cofres das entidades participantes.

Para isso, o clube precisará estar na final da COPA FGF, e sendo o campeão, poderá escolher de qual das duas vagas desejará optar. Por isso, a direção segue negociando e reforçando a equipe do técnico Paulo Porto para dar esse salto no segundo semestre.

Primeira Divisão

Com o acesso garantido, o próximo campeonato valendo dinheiro e visibilidade será no primeiro semestre de 2019, quando o Lobão voltará ao cenário dos principais clubes gaúchos.

PatrimônioImagem relacionada

Outra grande investida da gestão Gilmar Scheneider é no setor externo da Boca do Lobo, com um empreendimento imobiliário que renderá bons dividendos, não só nas edificações, mas financeiros ao próprio clube. Até 2022 uma grande modernização será edificada no entorno do estádio da Avenida.

Comentários

Vanderlei Vieira disse…
1°.Mas Beto, emprestando os principais jogadores, alguns podendo não voltar, adianta?
2°. Vendendo parte do estádio, para ter apenas mil lugares a mais, vale a pena?
BETO VETROMILLE disse…
Olá Vanderlei.

Sobre a questão número 1 - as negociações de jogadores que se destcam nas equipe já faz parte do meio do futebol. Temos exemplos do Grêmio, que tem vendido alguns de seus principais jogadores, e outros já estão no ''radar'' de clubes até de fora do país.

2- Na verdade, o presidente explicou do que se trata : nada do que é solo no estádio será negociado. Apenas as edificações que forem construídas, ou seja, o clube não perderá seu patrimônio. De outra forma, agregará novos empreendimentos.

Grato pelo comentário