quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

ARENA do GRÊMIO - UMA 'ARENA da MORTE ' ?

Por Beto Vetromille 


Já não é de agora , que a Arena do Grêmio vem dando errado para o clube portoalegrense.

Na época de sua construção,  dois operários morreram: - o primeiro foi  atropelado: "A OAS lamenta o falecimento do funcionário José Elias Machado, ocorrido no início da noite de domingo, 2 de outubro, vítima de atropelamento na BR-290, a Freeway, em Porto Alegre, durante seu período de folga, e comunica que todas as providências estão sendo tomadas para dar o suporte necessário à família, bem como os trâmites legais relativos à vítima.  

O outro, por uma descarga elétrica sofrida. Ele foi eletrocutado dentro da Arena do Grêmio,quando estava realizando o conserto de uma luminária quando sofreu uma descarga elétrica fatal.

Depois, na inauguração, um gramado em más condições de acabamento, deixaram uma péssima impressão no jogo contra o Hamburgo. A repercussão não foi das melhores.

Contra a LDU, pela Libertadores, a Avalanche da Geral acabou causando um acidente, quando o parapeito não suportou pressão dos torcedores, com vários feridos.

Veio então o carnaval. 
A escola Bambas da Orgia  homenageou o clube Tricolor na avenida. Pois para piorar , o carro alegórico com a réplica da Arena quebrou e não pode desfilar na passarela. A alegoria que representa a Arena do Grêmio quebrou na concentração e não entrou na avenida. Segundo a escola, a parte que faz o deslocamento do carro não funcionou. "A gente ensaia o ano inteiro e dá tudo errado na avenida", lamentou Luciano, mestre-sala.

Na noite desta quinta feira, em novo jogo pela Libertadores o Grêmio conheceu sua primeira derrota na nova casa.

''Grêmio patina na chuva e perde pela 1ª vez na Arena: 2 a 1 para Huachipato''
Barcos estreia com gol e boa atuação, mas não é o suficiente para ofuscar os erros defensivos do time de Luxemburgo na Libertadores.

Era um jogo de extremos. O Grêmio turbinado por quatro reforços e entusiasmado pela classificação nos pênaltis diante da LDU. O Huachipato, desfalcado de três titulares, e em crise: sem vitória nem gol marcado no Campeonato Chileno, do qual é o atual campeão. Mas Libertadores é diferente. Na primeira partida com o espaço da Geral interditado e sem a chance da avalanche, o Tricolor jogou mal encontrou um rival dedicado e eficiente. Resultado: patinou na chuva que caiu em Porto Alegre e perdeu por 2 a 1 na estreia da fase de grupos, o primeiro fracasso na Arena, que sofreu com um apagão no intervalo e recebeu 29.174 tricolores.

O revés determinou o mau começo do projeto de ser tri da América. É o terceiro na Chave 8, sem ponto. Tem a sua frente o próprio Huachipato, líder, e o Fluminense. Atrás, o Caracas. Os dois primeiros avançam às oitavas de final.

As duas equipes voltam a campo na próxima quarta-feira. O Tricolor desafia o Fluminense enquanto o Huachipato recebe o Caracas. O primeiro é às 22h, o segundo às 19h45m.

Apagão no estádio, apagão no time

No intervalo, faltou luz na Arena. Os refletores do lado Leste ficaram apagados por quase todos os 15 minutos. O sistema elétrico voltou a funcionar momentos antes de o jogo ser reiniciado. O apagão se refletiu no time.

Oh estádio pé frio, hein?

Nenhum comentário:

Últimos Acessos nas 24h

Presidente Novelletto FGF

Presidente Novelletto FGF

Paulo Paixão

Paulo Paixão

Dr. José Raymundo

Dr. José Raymundo

Árbritro Jean Pierre Lima

Árbritro Jean Pierre Lima

Técnicos Cuca e Edson Gaúcho

Técnicos Cuca e Edson Gaúcho

Técnico Dunga

Técnico Dunga

Juan - zagueiro

Juan - zagueiro