quinta-feira, 14 de junho de 2012

CBF "VAI DAR AS CARTAS" a partir de segunda feira

Marin falou que não vai abrir as portas da CBF para mais ninguém discutir o assunto
Publicada em 14/06/2012 às 15:24
Rio de Janeiro (RJ)


Após aproximadamente duas horas de reunião, a CBF e os clubes que entraram na Justiça comum para conseguirem uma vaga na Série C-2012 não entraram em acordo. O presidente da entidade, José Maria Marin, tentou nesta quinta-feira convencer os dirigentes de Brasil de Pelotas, Treze, Araguaína e Rio Branco-AC que retirassem as respectivas ações para que a Terceira e Quarta Divisões começassem logo, mas não teve sucesso.

- O presidente Marin só tentou nos convencer de retirar as ações, pois um prejuízo está sendo causado, mas não deu nenhuma solução prática à situação. Não passou muito disso. A tendência é que o Brasil-RS mantenha a ação e infelizmente vai demorar um pouco mais para começar a competição - afirmou o diretor jurídico do Brasil-RS, André Araújo, nitidamente desapontado com a reunião.

Ao menos ficou acordado no encontro que os clubes voltarão a se reunir, desta vez no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, no Rio, na próxima segunda-feira. Na ocasião, eles vão se pronunciar oficialmente para dizer se vão retirar as ações ou apresentar uma solução para o imbróglio.

- A CBF não vai fazer barganha com ninguém. Ela fez um pedido para que os clubes retirassem a ação. Segunda-feira isso vai ser resolvido. O presidente Marin falou que não vai abrir as portas da CBF para mais ninguém discutir o assunto enquanto os clubes não retirarem a ação - afirmou Osvaldo Sestário, representante do Santo André.

As Séries C e D deveriam ter começado nos dias 26 e 27 de maio, mas o STJD determinou que o início não acontecesse enquanto a confusão não for solucionada.

LANCENET!

Um comentário:

Anônimo disse...

Está mais do que na hora do Brasil assumir a patuscada que fez ao escalar um jogador irregular e aceitar sua punição de acordo com o regulamento do campeonato.

Os regulamentos devem ser valorizados, caso contrário, todo tipo de infração vai virar caso de justiça.

Não entendo os cronistas de Pelotas que fazem discurso inflamado no rádio, como se o Brasil estivesse sendo perseguido e prejudicado, ignorando completamente o fato de que foi o próprio clube quem cometeu a irregularidade de escalar um jogador suspenso, e a punição nesse caso é apenas o cumprimento da regra.

Afinal, se os adversários foram capazes de perceber o fato de que o jogador Cláudio estava irregular, como é que o próprio Brasil vai alegar que "não sabia"?

Últimos Acessos nas 24h

Presidente Novelletto FGF

Presidente Novelletto FGF

Paulo Paixão

Paulo Paixão

Dr. José Raymundo

Dr. José Raymundo

Árbritro Jean Pierre Lima

Árbritro Jean Pierre Lima

Técnicos Cuca e Edson Gaúcho

Técnicos Cuca e Edson Gaúcho

Técnico Dunga

Técnico Dunga

Juan - zagueiro

Juan - zagueiro